sexta-feira, 29 de maio de 2015

Estou sem palavras. Não entendo como é possível ser tão cruel, tão frio. Tão imaturo. Acabo de ver um gato a ser deitado por uma janela fora, de um sexto andar. Sim, é verdade. Eu vi. Não queria acreditar. Fiquei em choque. Não consigo. Não consigo perceber onde estão os sentimentos, onde está o civismo, o coração destas pessoas. Pensei que não havia coragem para tanto. Achei não existirem pessoas assim. Mas hoje eu vi, com estes meus olhos. Estou sem palavras. Estou triste. Fui ver o gato, dar-lhe comida. Ele só foge. Tem medo. E é normal. Ninguém gosta de ser mal tratado. Ele é animal, eu sei, mas não é lixo. Não é um bocado de papel que cai ao chão e é amachucado por alguém que passa na rua. É um gato. Um animal que sente como nós. Um animal que se magoa e depois tem medo. Estou estupefacta. Nunca pensei. Se não se pode ter um gato, deve-se pensar nisso antes de o comprar. Os animais devem ser estimados. Um dia somos nós a ser abandonados por filhos que foram criados a ver estas crueldades. E admiramo-nos, porque sentimos. Foi conosco. Agora, por favor, imaginem: os animais também sentem!

1 comentário:

P' disse...

Não sei como é possível haver tanta crueldade e falta de amor neste Mundo :(